O Departamento Penitenciário do Paraná faz a transferência de 190 presos na manhã desta sexta-feira (13), retirando-os da Cadeia Pública de Pato Branco e os trazendo para a PEFB em Francisco Beltrão, sendo que ao mesmo tempo, a Cadeia de Pato Branco passa a ser uma unidade destinada a atender presos da área do seguro, que serão trazidos da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão.

O objetivo é fazer com que os presos popularmente denominados do seguro (crimes sexuais), tenham uma unidade específica, conforme prevê a LEP na questão da individualização da Pena, bem como diminuir os incidentes ocorridos na Cadeia de Pato Branco nos últimos dias.

A ação foi organizada pela Coordenação Regional do DEPEN, com o apoio do SOE Francisco Beltrão, Setor de Transporte e Policiais Penais lotados na Cadeia de Pato Branco, PEFB e Guarapuava com GSI e Transporte. Importante ressaltar o apoio do Coronel Hudson comandante Batalhão de Choque da Polícia Militar, que reforçaram a segurança com 4 viaturas e 16 policiais, bem como a equipe do Depen de Guarapuava com o sub coordenador Silvestri vieram 11 integrantes do GSI, 5 viaturas e os integrantes do setor de Transporte para agilizar os trabalhos.

Com as transferências entre presos da Cadeia Pública de Pato Branco e da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, a expectativa é facilitar o trabalho das equipes de segurança no dia a dia, e principalmente diminuir o número de ocorrências no entorno e interior da Cadeia Pública de Pato Branco, já que os presos por crimes sexuais tem menos incidência em fugas e recebimento de arremessos, além de um perfil mais tranquilo para serem trabalhados.

Colaboraram para que essa transferência acontecesse, a Casa Civil do Estado através do chefe da Casa Civil – Guto Silva, o Coronel Romulo Marinho Soares da SESP que participou efetivamente da tomada de decisão que culminou com as transferências e Dr Francisco Caricatti do DEPEN, mostrando que diversos órgãos do Governo do Estado se empenharam para continuar as ações que resultam em mais tranquilidade para a população de Pato Branco.

 

fonte: Assessoria Depen