A Polícia Civil de Chopinzinho, no Sudoeste do Paraná, está trabalhando para elucidar a morte do cadeirante Argeu Tavares Machado, de 79 anos. O corpo foi encontrado no início da manhã desta sexta-feira (14) na casa da vítima, pela empregada.

O cadeirante morava sozinho e  contava com auxílio de uma empregada que o atendia no período da manhã. Ao chegar nesta sexta, a mulher encontrou Argeu caído em um dos cômodos da casa. Segundo ela, ele já estava morto e apresentava lesões no rosto e nos punhos.

  • Compartilhe no Facebook

Polícia Civil está realizando diligências com objetivo de esclarecer o crime. Foto: Evandro Artuzi/Extra FM

A Polícia Civil esteve no local e acompanhou a perícia da Criminalística. O corpo foi recolhido ao IML de Pato Branco para necropsia. Na declaração de óbito, emitida pelo órgão, a informação é de que a causa morte ainda é indeterminada. Porém, consta uma observação que a vitima teve trauma de face. Segundo informações, o homem teria sido agredido e moto logo em seguida.

O delegado de Coronel Vivida, Rômulo Contrin Ventrella, acompanha o caso. Questionado pela equipe de jornalismo da Extra FM, disse que ainda não é possível afirmar se o cadeirante foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte). A equipe de investigação da delegacia de Chopinzinho ainda está realizando diligências para apurar houve a prática de roubo na residência.

Com informações da Polícia Civil