• Compartilhe no Facebook

Adriano Moreira ao lado da esposa, Carol Baroni, morta por ele a facadas. Foto: Reprodução Facebook

Um crime chocou moradores da comunidade de Cachoeira, interior de Candói, no fim da tarde desta segunda-feira (18). Carol Baroni foi morta a facadas. O crime aconteceu por volta das 17 horas e foi cometido pelo marido, Adriano Moreira, de 32 anos, que fugiu a pé levando a arma do crime (faca). O motivo é desconhecido, porém, vizinhos relataram que o casal iniciou uma discussão assim que o homem chegou em casa.

Durante o desentendimento, o marido desferiu vários golpes de faca contra a esposa. A confusão foi presenciada pelo filho do casal, de apenas oito anos. Testemunhas acionaram profissionais da Secretaria de Saúde para socorrer a vítima, mas quando chegaram constataram que a mulher já estava morta. O local foi isolado pela Polícia Militar para perícia da Criminalística. Na sequência, o corpo foi recolhido ao IML de Guarapuava. Segundo os peritos, foram constatados pelo menos cinco perfurações pelo corpo, na região das costelas e na barriga.

Uma investigadora da Polícia Civil esteve no local e colheu informações de testemunhas do crime. Uma delas, que não quis se identificar e nem gravar entrevista, contou que Adriano saiu correndo com a faca dizendo que iria se matar. Outra testemunha contou que o homem foi visto em um bar na comunidade durante a tarde. A motivação do crime será apurada pela Polícia Civil. Segundo vizinhos, Carol cuidava da casa e o acusado trabalhava como garçom em uma lanchonete na cidade.

Fotos: Evandro Artuzi/Extra FM 

Mulher é morta a facadas no interior de Candói, comunidade de Cachoeira. Polícia Militar, Criminalista e IML estão no local para perícia e recolhimento do corpo.#SeLigaNaExtra#JornalismoRegional

Posted by Extra 107 on Monday, November 18, 2019