• Compartilhe no Facebook

Colchão recheado de fumo. Foto: Assessoria/Penitenciária

Foi apreendido na tarde desta segunda-feira(29) um colchão entregue pela família para o preso do bloco 2, um colchão recheado de fumo. A equipe de segurança da Unidade reforça que todo material enviado por sedex ou levado até a Penitenciária por entregadores de lojas ou pelos Correios ou outros serviços de entrega, passam pelo procedimento de raio x antes de ser entregue aos presos. O diretor Marcos Andrade reforça a importância das denúncias que levam a essas apreensões, evitando que ilícitos entrem na Unidade.

O preso deve ser encaminhado para o conselho disciplinar, mesmo não gerando um processo criminal, tendo em vista que, não se trata de drogas ilícitas.

Representantes da Unidade ainda lamentam que familiares gastem dinheiro com colchão novo, tentando burlar o sistema, enquanto muitos que não cometeram crimes passam necessidades fora do cárcere, e afirmaram ainda que, continuarão investigando e analisando todos os materiais que chegam na unidade.