Responsável pelas investigações em torno do homicídio de Alex do Espírito Santo, 36, encontrado morto com um machado cravado na cabeça, na madrugada de quarta-feira (01), em Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina, o delegado da Polícia Civil, Tiago Krejci, em entrevista ao repórter Moacir Chaves, revelou detalhes de uma carta, supostamente escrita pelo filho da vítima, em que o adolescente assume a autoria do crime.

+ Adolescente é suspeito de matar o pai a golpes de machado

De acordo com o delegado, na carta o jovem afirma que o pai teria chegado em casa embriagado e o agredido violentamente. Revoltado, ele esperou o pai dormir e então, de posse de um machado, entrou no quarto, desferindo diversos golpes.

Populares repassaram informações à PM de que o filho da vítima teria deixado a residência a bordo de um Ford/Fiesta, placas de Nova Hartz/RS. Buscas são realizadas, mas o suspeito ainda não foi localizado.