O autor dos disparos que matou uma criança de 11 anos em Pinhão, Centro-Sul do Paraná, no final do mês de outubro, foi condenado a 30 anos de prisão. A sentença foi proferida na segunda-feira (18) pelo juiz de direito, Vinicius de Mattos Magalhães, que negou a possibilidade de Samuel José de Lima recorrer em liberdade.

+ Menino morreu e outro foi ferido enquanto ajudavam o pai que reagiu à roubo

+ Presos suspeitos pela morte de menino de 11 anos no Centro-Sul do PR

O fato ocorreu na noite de 30 de outubro. Mateus Goes da Silva, 11, morreu após ser baleado durante tentativa de roubo em sua residência. O seu irmão, Robson, 14 anos, foi atingido por um disparo na perna.

Conforme relato da mãe do menino, dois homens encapuzados e armados de faca e revólver invadiram a casa da família, localizada na área industrial. O esposo reagiu e tentou retirar a faca das mãos de um dos homens, gesto seguido pelos dois filhos menores em auxílio ao pai.  O indivíduo que portava o revólver começou a atirar atingindo Robson na perna e Mateus no tórax, que faleceu logo após dar entrada no hospital local.

Três suspeitos, dois maiores e um adolescente, de participação no crime foram detidos no dia 01 de novembro. Todos foram encaminhados para a Delegacia de Pinhão, onde foram reconhecidos pelas vítimas, que também identificaram quem foi o autor dos disparos.