Menu Últimas Notícias
Grupo RBJ de Comunicação
Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação,
28 de junho de 2022
RÁDIOS

Polícia Civil prende falsa médica que atuava na UPA de Coronel Vivida

A mulher estava trabalhando a quatro meses no município e atendeu cerca de 1400 pacientes.

Segurança

por Edson Zuconelli

whatsapp image 2020-09-30 at 11.07.22 (1)
Foto: Valdenir Lima.
Publicidade

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (13), uma mulher que atuava como médica na Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Coronel Vivida. Ela utilizava diploma falso de medicina e havia atendido cerca de 1400 pessoas no local.

Nesta manhã durante coletiva de imprensa na Delegacia de Polícia Civil, o delegado Rômulo Ventrella, relatou que denúncias foram feitas pela Secretaria de Saúde do município, informando que a mulher atuava na Upa, realizando consultas, solicitando exames, prescrevendo medicamentos, porém, sempre acompanhada de um outro profissional e não realizava nenhum tipo de procedimento, nem mesmo os mais simples, levantando a suspeita de que não seria habilitada para a função.

Segundo a investigação realizada pela Polícia Civil, a mulher natural de Londrina além de Coronel Vivida, em novembro de 2021 também atuou em forma de plantão no município de São João.

A contratação desta pessoa ocorreu através de pessoa jurídica, que presta serviços no município na contratação dos médicos.

Publicidade
Publicidade

Constatada a fraude, na manhã desta quinta-feira foi abordada por policiais civis e ao ser questionada sobre as denúncias, negou em um primeiro momento, porém, acabou confessando não ter formação médica, sendo então realizada a prisão.

A mulher, que não teve o nome divulgado, foi encaminhada à Delegacia de Pato Branco e será responsabilizada por exercício ilegal de medicina e estelionato.

Publicidade