Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
24 de janeiro de 2021
Rádios

Privatização de hidrelétricas na região pode afetar serviços públicos

Geral

por Elvin Santos

Usina-Hidrelétrica-Governador-Ney-Aminthas-de-Barros-Braga_Usina-Hidrelétrica-de-Salto-Segredo
Publicidade

A concessão de usinas hidrelétricas da Copel para iniciativa privada, tem causado preocupação aos prefeitos da região. A usina Bento Munhoz da Rocha Netto, Foz do Areia, entre Pinhão e Bituruna, tem concessão válida até dia 17 de setembro de 2023, o que obrigaria a Copel a participar de um novo leilão para continuar com a concessão. A Foz do Areia é a maior usina sobre a coordenação da Copel, possuindo capacidade de 1.676 MW de potência.

Por sua vez,  a Usina Ney Braga, Salto Segredo, entre Reserva do Iguaçu e Mangueirinha, com potência energética de 1260 MW, tem sua concessão válida até o ano de 2028.  Ao Jornalismo da Rádio Club FM, o prefeito de Reserva do Iguaçu, Sebastião Campos, que disse estar preocupado com a possível privatização da usina, pelo  interesse da Copel  repassar  pelo menos parte da estatal à iniciativa privada nos próximos anos.

O prefeito de Bituruna, Claudinei de Paula Castilho  já havia mencionado ao RBJ  que com a perda de concessão das usinas,  os municípios teriam dificuldade em manter os serviços públicos.

 

Publicidade