Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
01 de agosto de 2021
Rádios

Privatização de hidrelétricas na região pode afetar serviços públicos

Geral

por Elvin Santos

Usina-Hidrelétrica-Governador-Ney-Aminthas-de-Barros-Braga_Usina-Hidrelétrica-de-Salto-Segredo
Publicidade

A concessão de usinas hidrelétricas da Copel para iniciativa privada, tem causado preocupação aos prefeitos da região. A usina Bento Munhoz da Rocha Netto, Foz do Areia, entre Pinhão e Bituruna, tem concessão válida até dia 17 de setembro de 2023, o que obrigaria a Copel a participar de um novo leilão para continuar com a concessão. A Foz do Areia é a maior usina sobre a coordenação da Copel, possuindo capacidade de 1.676 MW de potência.

Por sua vez,  a Usina Ney Braga, Salto Segredo, entre Reserva do Iguaçu e Mangueirinha, com potência energética de 1260 MW, tem sua concessão válida até o ano de 2028.  Ao Jornalismo da Rádio Club FM, o prefeito de Reserva do Iguaçu, Sebastião Campos, que disse estar preocupado com a possível privatização da usina, pelo  interesse da Copel  repassar  pelo menos parte da estatal à iniciativa privada nos próximos anos.

O prefeito de Bituruna, Claudinei de Paula Castilho  já havia mencionado ao RBJ  que com a perda de concessão das usinas,  os municípios teriam dificuldade em manter os serviços públicos.

 

Publicidade