Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
19 de janeiro de 2021
Rádios

Palmas comemora 141 anos de emancipação político-administrativa

Cotidiano

por Guilherme Zimermann

Palmas (1)
Publicidade

O município de Palmas completa 141 anos de emancipação político-administrativa nesta terça-feira, 14 de abril. Entre os municípios mais antigos do Estado, este foi o ponto de partida para a colonização do Sudoeste do Paraná e de boa parte do Oeste catarinense.

Pioneira em sua essência, Palmas destaca-se por inúmeras conquistas e realizações ao longo de sua história que, muito além de sua emancipação, ultrapassa os 200 anos.

Berço da Igreja Católica na região e que através dela, mantém sua tradição de mais de meio século no Ensino Superior, além de contribuir na formação de cidadãos e sacerdotes, através da Escola de Integração Social (Eispal), do Colégio Bom Jesus e do Seminário São João Maria Vianney.

Localizada num dos pontos mais frios do Sul do Brasil, Palmas destaca-se pela sua “terra boa” e uma condição climática invejável, colocando a agropecuária como destaque estadual e nacional na produção de batata, da maçã, dos grãos, juntamente com o gado Caracu, além dos ventos que geram energia. Na história nacional, tem papel fundamental com suas fazendas históricas, nos conflitos do Contestado, na briga entre Brasil e Argentina, entre tantos outros acontecimentos importantes.

Publicidade
Publicidade

Pedro de Siqueira Côrtes, bandeirante curitibano, é considerado o pioneiro na conquista e povoamento da região, onde hoje se localiza a cidade de Palmas, com o objetivo da exploração de ouro que diziam existir em grande quantidade no morro do Bituruna, onde as lendas da época situavam riquezas maravilhosas.

Em 28 de abril de 1839, conforme depoimento de José Cleto da Silva, Pedro de Siqueira Côrtes firmou, com outros sertanistas, contrato para o povoamento dos Campos de Palmas, antiga região dos Campos dos Biturunas que, etmologicamente, significa terra alta.

A denominação de Campos de Palmas foi dada por Atanagildo Pinto Martins, em 1815, quando, pela primeira vez, atravessou a região na exploração do Rio Iguaçu, atendendo a determinações de Diogo Pinto de Azevedo Portugal.  O nome do município provém da sua localização nos chamados Campos de Palmas.

Pela Lei nº 22, de 28 de fevereiro de 1855, a Assembléia Legislativa da Província do Paraná, tendo em vista as necessidades da região, criou a freguesia de Senhor Bom Jesus de Palmas, em Guarapuava. Pela Lei Provincial nº 484, de 13 de abril de 1877, a Freguesia de Senhor Bom Jesus de Palmas foi elevada à categoria de vila, com o nome de Palmas. A instalação do município foi realizada no ano de 1879. Pela Lei Estadual nº 233, de 18 de dezembro de 1896, foi elevada à categoria de cidade.

Publicidade
Publicidade

 

Publicidade