Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
21 de junho de 2021
Rádios

Palmas: Adolescente apreendido disse ser admirador de ideais nazistas

Polícia Civil investiga participação de menor em organização que planejava possíveis ataques a instituições.

Segurança

por Guilherme Zimermann

Polícia-Civil-Palmas
Publicidade

Defensor da “supremacia branca”, o adolescente apreendido na manhã desta quarta-feira (02) em Palmas disse em depoimento à Polícia Civil que é adepto de ideais nazistas.

Menor apreendido em Palmas se intitulava líder de organização que planejava ataques

Intitulando-se como “Alfa”, ele disse seria um mentor de planos, que eram repassados para outros indivíduos. O jovem integrava redes sociais, pelas quais teve conversas interceptadas Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos. Nessas conversas, o adolescente repassava orientações a outros menores sobre como cometer ataques a instituições e outros crimes.

Em depoimento ao delegado da Polícia Civil de Palmas, Felipe Silva de Souza, o adolescente afirmou que seu sentimento de ódio decorria de bullying sofrido na escola, levando-o a nutrir preconceito contra homens negros e homossexuais, defendendo a “supremacia branca”. Na oitiva, teria dito ainda que, apesar de não admirar a figura de Adolf Hitler, era adepto de ideias nazistas.

Publicidade
Publicidade

Adolf Hitler foi um austríaco que liderou o Partido Nazista durante as décadas de 1920, 1930 e 1940. Adepto de ideais conservadores, nacionalistas, eugenistas e antissemitas, perseguiu opositores, preparou o país para a 2ª Guerra Mundial e foi responsável pela morte de milhões de judeus, homossexuais, ciganos, dissidentes políticos, entre outros.

Classificado como um movimento de extrema-direita, o nazismo baseou seus ideais no antissemitismo (perseguição a judeus), racismo e purificação da raça branca.

Na operação, a Polícia Civil de Palmas apreendeu aparelhos eletrônicos, cadernos e outros materiais de passarão por perícia. O procedimento foi encaminhado também ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, que analisarão as próximas medidas a serem tomadas.

Publicidade