Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
13 de abril de 2021
Rádios

Ministério Público recomenda transparência em licitações no Sul do Estado

Geral

por Guilherme Zimermann

MINISTERIO-PUBLICO-DO-PARANA-LOGO-DO-PREDIO
Publicidade

O Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo de União da Vitória do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), expediu recomendação administrativa aos prefeitos dos 22 municípios da região, dentre eles os de Bituruna e General Carneiro, com orientações relacionadas às dispensas de licitação para aquisições relacionadas ao combate à atual pandemia de coronavírus (Covid-19).

A recomendação leva em consideração que a Lei Federal 13.979/20, que dispôs sobre as medidas para enfrentamento à pandemia, criou nova hipótese de dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços, e insumos relacionados à emergência de saúde pública.

Entre outras orientações, o documento recomenda que: na formalização de contratos administrativos relacionados às ações contra a Covid-19, seja utilizado o Sistema de Registro de Preços (SRP), quando cabível; em caso de impossibilidade de utilização do SRP e justificando-se a contratação direta, sejam observados todos os requisitos do processo administrativo correspondente, em especial quanto à justificativa da escolha do contratado e demonstração da economicidade do contrato.

Nos casos em que for verificado sobrepreço em todas as propostas de contratação apresentadas, desde que sem alternativa outra para o município e tratando-se de bem ou serviço essencial para o combate à pandemia, deve ser avaliada a possibilidade excepcional de requisição administrativa de bens e serviços, desde que motivadamente, com justa e célere indenização posterior, observados os valores normalmente cobrados pelo mercado, formalizando-se por meio de procedimento administrativo próprio.

Publicidade
Publicidade

Também devem ser adotadas medidas fiscalizatórias necessárias à garantia da correta execução contratual, dentre as quais a designação individualizada de gestores e/ou fiscais de contratos e promovida ampla publicidade dos procedimentos de dispensa e da execução dos correlatos contratos, com a imediata disponibilização, em site oficial específico na internet, dos processos de dispensa de licitação e dos contratos deles decorrentes.

O documento estabelece prazo de cinco dias para que os gestores públicos comuniquem as providências adotadas e ainda requisita o envio ao Gepatria de todos os processos de contratação direta feitos com base na citada Lei Federal de combate à pandemia.

Fonte: Assessoria

Publicidade