• Compartilhe no Facebook

Madeira retirada ilegalmente na região de Palmas. Foto: Arquivo/RBJ

Entre fevereiro e abril deste ano foram aplicados 82 autos de infração ambiental em 18 municípios do Sudoeste do Paraná.  As irregularidades foram constatadas pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Turismo e equipes do Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde. Principalmente, os crimes referem-se  a desmatamentos, posse ou maus tratos a animais, efluentes industriais e pesca fora de locais permitidos.

Pelo relatório do Instituto Ambiental do Paraná (IAP)  a maior quantidade ocorreu em Francisco Beltrão(23).  Há autuações em Palmas (03); Pato Branco(10); Bom Sucesso do Sul(01); Coronel Vivida(02); Verê (03); Dois Vizinhos(05); Marmeleiro(02); Flor  da Serra do Sul(02); Enéas Marques(02); Nova Esperança do Sudoeste(01); Nova Prata do Iguaçu(05); Clevelândia(07); São Jorge do Oeste(02); Ampere(02); Honório Serpa(03); Realeza(01); Mangueirinha(01). Próximo à região, em Pinhão, foram  28 autuações, sendo 22 ao próprio município.

Todos os processos administrativos referentes à infração ambiental pelo fiscal do IAP são encaminhados ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) para conhecimento. O órgão pode ou não ingressar com uma ação civil pública ou penal contra o infrator. Quando a ocorrência é atendida por policiais da Força Verde, os infratores são autuados tanto administrativamente como criminalmente, de forma imediata, seja por prisão em flagrante, termo circunstanciado ou informação imediata ao MP-PR.