O Ministério Público do Paraná(MP/PR), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Palmas e do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente, realiza nesta terça-feira (23), às 13h00, uma reunião pública na Câmara de Vereadores de Coronel Domingos Soares, Centro-sul do estado, para debater o projeto de implementação da Pequena Central Hidrelétrica(PCH) Vista Alegre, no Rio Iratim.

Conforme o promotor titular, Andre Luiz de Araújo, a intenção é debater com a população, autoridades e empreendedores do projeto, IBAMA de União da Vitória e IAP (Instituto Ambiental do PR) de Pato Branco, os impactos, benefícios ou desvantagens do projeto, ainda em fase de trâmite. “Nós viemos constatando que a maioria do aproveitamento das bacias hidrográficas do Paraná tem causado grandes danos ambientais e não tem sido vantajoso, nem para população nem para o meio ambiente”, disse ele. Esclareceu que não se trata de uma Audiência Públicapara o licenciamento, mas sim, uma reunião para ouvir a população de forma democrática.

Informou ainda que a reunião será conduzida pelo promotor, Robertson Fonseca de Azevedo, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente, que possui vasta experiência na análise destes empreendimentos, inclusive, tendo emitido pareceres à 2ª Promotoria relativos  pelo menos cinco PCHs no Rio Iratim. Há também a perspectiva de participação de um biólogo do MP/PR com mestrado em PCHs. “Eu que conduzo este trabalho do Inquérito Civil na Comarca, mas a reunião desta terça-feira(23) será feita com a participação de integrantes com conhecimento específico da causa”, disse o promotor.

Reafirmou que a preocupação é com o meio ambiente, uma vez que, as PCHs não garantem  retorno financeiro para o município, tal como, ICMs e outras fontes de recursos, que  compensem o impacto ambiental ocasionado.