Mais de 63% da área de mata atlântica do Sudoeste do Paraná está localizada nos municípios que compõem a microrregião de Palmas. Juntos, Clevelândia, Coronel Domingos Soares, Honório Serpa, Mangueirinha e Palmas abrigam 106,2 mil dos 169,2 mil hectares (ha) do bioma, composto por florestas de araucárias, imbuia, canela, xaxim, peroba e outras, da região.

O levantamento realizado pelo RBJ é baseado em dados da Fundação SOS Mata Atlântica referentes ao ano de 2015. As informações foram coletadas através de georreferenciamento, numa parceria entre a fundação e o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

O município de Palmas é o que detém a maior área de mata atlântica da região administrativa do Sudoeste, 39,6 mil ha. Em seguida estão Coronel Domingos Soares (38,4 mil ha), Mangueirinha (13,5 mil ha), Chopinzinho (12,1 mil ha), Clevelândia (9,2 mil ha) e Honório Serpa (5,7 mil ha).

Por outro, mesmo abrigando boa parte da mata atlântica sudoestina, todos os municípios da microrregião, com exceção de Clevelândia, estão na lista dos maiores desmatadores do país entre 1985 e 2015. No período, Coronel Domingos foi o 4º município brasileiro que mais derrubou florestas nativas – mais de 16,9 mil ha desmatados. Palmas foi o 22º, com 8,2 mil ha; Mangueirinha o 43º – 5,9 mil ha – e Honório Serpa foi o 92º, com 3,9 mil ha derrubados.