Todos os municípios da região experimentam Médio Desempenho de acordo com a terceira edição  do Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM) apresenta os resultados para o ano de 2010 nos setores de  renda e emprego, educação e saúde.

 O índice parcial renda e emprego (doravante, renda) é construído a partir dos dados referentes a remuneração média do trabalho, emprego formal e produção agropecuária. Já, o índice relativo à educação construído a partir de intens como  atendimento à educação infantil, percentual de docentes com curso superior, taxa de não abandono e média do índice de desenvolvimento da educação básica (IDEB). E, finalmente, o relativo à saúde se dá a partir de: percentual de mais de seis consultas pré-natais por nascido vivo, percentual de óbitos por causas mal definidas, e percentual de óbitos de menores de cinco anos, por causas evitáveis por nascidos vivos. Tanto o índice geral como os parciais apresentam variações de 0 a 1, números que representam, respectivamente, condições mínima e máxima de desempenho socioeconômico.  

 

 

Os 42 municípios da região administrativa do Sudoeste do Paraná tiveram avaliações de índices médios entre 0,6 e 0,8, estando na condição de 350 municípios do estado com o mesmo desempenho. Apenas 11 municípios detêm alto desempenho e outros 38, Médio Baixo Desempenho. No PR não há municípios com baixo desempenho.

 Para o Ipardes (Instituto Paranaense de desenvolvimento Econômico e Social) a região de Palmas (Palmas, Coronel Domingos Soares, Mangueirinha, Clevelândia, Honório Serpa) ainda apareçam no contexto da região Centro-Sul Paranaense,