Durante patrulhamento aquático nas represas Salto Santiago e Santa Clara, entre os municípios de Candói, Saudade do Iguaçu, Rio Bonito do Iguaçu, Chopinzinho e Porto Barreiro, policiais ambientais de Guarapuava apreenderam uma grande quantidade de material utilizado para a pratica da pesca predatória.

A operação foi realizada no sábado (4), durante todo o dia. Foram localizados e apreendidos 1.010 metros de rede (malhas diversas), 26 boias louca, 1 covo, 4 tarrafas, 40 esperas e 150 metros de espinhel. Os materiais foram encaminhados ao 1º Pelotão de Polícia Ambiental para posterior destruição e os peixes devolvidos ao seu habitat. Ninguém foi preso.

A Polícia Ambiental informa que todas as denúncias sobre crimes ambientais devem ser feitas através do telefone 181.

Fonte/fotos: Polícia Ambiental 

Apreensão de armas

Na sexta-feira (3) duas pessoas foram detidas por porte ilegal de arma de fogo. A primeira prisão foi em Chopinzinho, na represa Salto Santiago. Durante abordagem em um acampamento de pescadores, os policiais ambientais encontraram dentro de uma bolsa, um revólver calibre 38, com numeração raspada.

Em Rio Bonito do Iguaçu foi abordado um veículo na margem do rio. Durante as buscas, foi encontrado no porta luvas, um revólver calibre 38, com 5 munições. As armas e os presos foram encaminhados para as delegacias de Chopinzinho e Laranjeiras do Sul, respectivamente.

 

Pesca predatória

Na quarta e quinta-feira, dias 1º e 2 de abril, foi realizada operação no lago da represa Salto Segredo, em Mangueirinha. No local, uma pessoa foi detida por porte ilegal de arma de fogo. O suspeito portava uma Garrucha calibre 22, mais 27 munições do mesmo calibre.

Além disso, foi apreendida uma grande quantidade de apetrechos para pesca predatória, entre eles 120 metros de redes de diversas malhas, 1 armadilha metálica, 43 boias louca, 3 covos e 110 metros de espinhel.

Os materiais apreendidos foram encaminhados ao 1º Pelotão de Polícia Ambiental para posterior destruição. O homem com a arma foi entregue à Polícia Civil de Pato Branco.