Você já pensou em comer pinhão durante o ano inteiro? Ou colher a semente no quintal da sua casa, em uma árvore tão baixa quanto uma goiabeira? É nessa ideia que pesquisadores da Embrapa Florestas estão se debruçando há cerca de dez anos. Eles criaram uma muda de araucária precoce, que dá pinhão a partir de seis anos de idade. É bem antes do que o ciclo normal da árvore, que leva entre 12 e 15 anos para produzir. Além disso, essa araucária é mais baixa, e pode ter até mesmo dois metros de altura. A ideia é que produtores e amantes do pinhão que tenham um espacinho no quintal possam ter um pomar de araucárias em sua propriedade.

  • Compartilhe no Facebook

Araucária com 2 ou 3 metros poderá produzir pinha. Foto: Divulgação/Embrapa Florestas

Segundo o pesquisador da Embrapa Florestas, Ivar Wendling, essa araucária precoce pode se assemelhar a uma araucária normal em miniatura, com oito a dez metros de altura, ou ficar parecida com um arbusto, feita só de galhos da árvore. Isso vai depender do tipo de enxerto e da poda. “É possível fazer uma araucária de 2 a 3 metros, que produza pinha. Isto é interessante para quintal. O que varia é o local para enxertar. É preciso pegar um broto do galho.” conta o pesquisador.

Wendling diz que o objetivo da Embrapa não é apenas oferecer um pomar de araucárias para quem quiser comer pinhão no próprio quintal. A ideia é também estimular o pequeno proprietário rural a ter mais renda com a semente.”O pinhão é uma fonte de renda, principalmente para famílias de baixa renda. Hoje as pessoas que vendem na beira da estrada, por exemplo, precisam ir até o meio da mata para pegar o pinhão. Com a nossa proposta de um pomar na casa das pessoas, fica muito mais rentável.” afirma.

O pomar de araucárias ainda pode ajudar a preservar a espécie, que corre risco de extinção. A equipe da Embrapa também está trabalhando no desenvolvimento de uma araucária que dê pinhão o ano inteiro. Segundo o pesquisador, a ideia é estimular a criação e venda de outros produtos a partir do pinhão, como a farinha de pinhão e receitas doces e salgadas.

Viveiros do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul já estão vendendo as mudas da araucária precoce, que custam cerca de R$ 40. Mas a procura é tão grande que há fila de espera. A Embrapa não vende as plantas. Mas a empresa colocou em seu site um folder sobre o pomar de araucárias, que dá orientações para quem quiser fazer a própria muda a partir de um enxerto. O documento está disponível aqui.

Fonte: Estelita Hass – BandNews FM Curitiba