O município de Palmas registrou, em 2019, sua menor taxa de desmatamento desde 2013. A informação consta no Atlas dos Municípios da Mata Atlântica, divulgado na última semana pela Fundação SOS Mata Atlântica.

De acordo com o levantamento, realizado pela Fundação em parceria com o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), no ano passado Palmas registrou o desmatamento de uma área equivalente a 4,58 hectares. É a menor taxa desde 2013, quando não houve o registro de desmatamento em área superior a três hectares.

No ranking nacional do desmatamento, o município está na posição 363. Em 2005, Palmas figurou entre os maiores desmatadores do país, ocupando o quinto lugar no ranking, com a derrubada de quase 3 mil hectares.

Segundo o Atlas, Palmas detém, atualmente, uma área de 39,1 mil hectares de mata atlântica, sendo 24,3 mil hectares de mata nativa e 14,7 mil hectares de campos naturais.

Anualmente, a Fundação SOS Mata Atlântica e o INPE divulgam o Atlas dos Municípios da Mata Atlântica, que traz um panorama da situação da cobertura vegetal do bioma nos mais de 3,4 mil municípios brasileiros da Mata Atlântica.

Foto: Zig Koch