O Clube de Tiro Esportivo, Caça e Pesca de Passos Maia, Oeste de Santa Catarina, juntamente com a Secretaria Municipal de Agricultura, Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina) e Polícia Ambiental, promoveu nesta semana, uma palestra sobre os procedimentos necessários para a caça legal do javali na região.

O comandante do 2º Batalhão da Polícia Ambiental de Chapecó, tenente-coronel Adair Alexandre Pimentel, mostrou aos participantes os problemas ambientais, sociais e econômicos causados pelo javali. Para o abate, segundo ele, é necessário ter registro em algum clube de tiro. Também é preciso estar cadastrado junto ao Ibama para conseguir a permissão de caça.

Sobre as armas, comentou que cabe ao Exército a emissão das guias de tráfego das armas, possibilitando o deslocamento dos caçadores com o armamento.

Durante a palestra, os presentes também foram alertados sobre os perigos do consumo da carne, salientando que a destinação da carcaça deve ser feita através do enterramento em local adequado ou cremação, reiterando que não se pode transportar a carcaça do animal abatido.