O escritório regional do Instituto Água e Terra (IAT), em Pato Branco, e a Polícia Ambiental (Força Verde), de Francisco Beltrão, receberam informações sobre o aparecimento de um Lobo-guará no perímetro urbano de Chopinzinho. Ele foi avistado em dois locais, próximo da Praça da Igreja Matriz São Francisco de Assis, e na Rua Frei Everaldo, próximo do Colégio José Armim Matte.

Há relatos que pessoas querem ferir ou matar o animal. “O animal não fará mal a ninguém. Ele se aproxima de residências em busca de alimento”, explica a chefe regional do Instituto Água e Terra, Flávia Natália Ostapiv.

Visando a segurança do Lobo-guará, técnicos do IAT, em parceria com os Bombeiros de Chopinzinho e a Polícia Ambiental, tentam localiza-lo e resgatá-lo. “Não tivemos sucesso em nossa busca. Não encontramos o animal nos locais indicados, onde foi visto, e nem na mata próxima”, relata a chefe regional.

Caso o animal seja avistado novamente, a população pode ajudar informando o IAT pelo telefone: (46) 3225-3837 ou os Bombeiros: (46) 3242-1522.

Instruções

É importante que não se aproxime do animal para ele não se sentir acuado, somente que avise os órgãos competentes. Caso ele volte a aparecer na cidade, o resgate será feito. O animal poderá ser atendido em Clínica Veterinária parceira, em Pato Branco, para avaliar sua saúde e em seguida ser encaminhado a uma área de proteção ambiental, longe da cidade.

Crime ambiental

É considerada crime ambiental, de acordo com a Lei nº 9.605/1998, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida, é crime ambiental. A pena é detenção de seis meses a um ano e multa.

Solitário e tímido

Apesar de seu nome popular causar um certo temor, o Lobo-guará é um animal de hábitos solitários, tímido, onívoro que possui a dieta baseada em pequenos vertebrados, frutos e sementes, sendo extremamente importante na dispersão de sementes. O Instituto Água e Terra ressalta sua a importância para o ecossistema e pede à população que ajude a preservar a espécie.

Da redação, com informações da AEN