Os municípios da microrregião de Palmas, localizados no Sul e Sudoeste do Paraná, desmataram em 2016 quase 110 hectares a mais que no ano anterior. As informações foram levantadas pelo RBJ junto à Fundação SOS Mata Atlântica. No ano passado, 260 hectares (ha) de floresta nativa foram derrubados na região.

O líder em desmatamento na microrregião foi o município de Coronel Domingos Soares, que no último ano desmatou 178,54 hectares. Em 2015 foram 78,8 ha. Palmas passou de 28,39 ha derrubados em 2015, para 45,3 em 2016. Mangueirinha aumentou de 22,28 ha para 25,81 ha. Honório Serpa, que não registrou derrubadas em 2015, contabilizou 3,48 ha desmatados. O levantamento da Fundação SOS leva em conta apenas áreas com mais de três hectares e também somente áreas de floresta inalterada.

Na contramão dos demais municípios, Clevelândia registrou diminuição no desmatamento. Em 2015 foram 22,28 ha. No ano passado, 6,95 ha.

Anualmente, a Fundação SOS Mata Atlântica e o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) divulgam o Atlas dos Municípios da Mata Atlântica, que traz um panorama da situação da cobertura vegetal do bioma nos mais de 3,4 mil municípios brasileiros da Mata Atlântica. Em todo o país, 30,5 mil hectares foram destruídos entre 2015 e 2016.