O IBAMA destruiu dezenas de fornos de carvão pertencentes a famílias  assentadas pelo INCRA no interior de Passos Maia(SC). Além disso foi autuadas por crime ambiental e deverão pagar multa de até R$ 4 mil. A ação ocorreu ppela falta de licença ambiental para a atividade, além da constatação de queima de madeira nativa. As famílias reclamam que estão com o sustento comprometido uma vez que a atividade é importante fonte de renda.

Visando buscar uma solução uma série de reuniões  foram realizadas  nas comunidades 20 de Novembro, 29 de Julho e Zumbi, onde participaram os moradores, o prefeito, Ivandre Bocalon, membros da Cooperativa dos Trabalhadores da Reforma Agrária de Santa Catarina (Cooptrasc) e o superintendente estadual do Incra, José dos Santos, bem como diversas outras lideranças locais.

Conforme o superintendente do INCRA será feito um levantamento das propriedades para a possível regularização das atividades. Além do licenciamento para a produção de carvão, o Incra deverá tambpém buscar a negociação das multas aplicadas às famílias.Ressaltou o superintendente que a queima permitida nos fornos  é apenas  de madeira reflorestada.e que as situações agora serão analisadas caso a caso. 

O prefeito de Passos Maia, Ivandre Bocalon, defende que haja um entendimento entre todas as partes enmvolvidas para resolver a situação de forma rápida para que as famílias possam, produzir e garantir seu sustento.