O Instituto Ambiental do Paraná(IAP) informou a entrada de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental  referente ao Licenciamento Ambiental das PCHs Foz do Capão Grande, com 11,2 MW e Pituquinhas, 13,3MW.

Os empreendimentos pertencem ao Grupo Reinhofer e estão projetados para o limite  de Reserva do Iguaçu e Pinhão, junto ao rio Capão Grande, afluente direto do rio Jordão.

Conforme o relatório apresentado ao IAP pelo empreendedor, a Comunidade Invernada Quilombola Paiol da Telha, se mobilizou contra a construção das PCH’s junto ao Ministério Público e a Fundação Palmares.