foto:Wigold B. Schaffer
  • Compartilhe no Facebook

foto:Wigold B. Schaffer

Aproximadamente 25 mil mudas de espécies nativas foram plantadas neste mês na Estação Ecológica Mata Preta, no município de Abelardo Luz. O plantio foi realizado pelo Projeto Araucária visando a recuperação de áreas degradas da Unidade de Conservação Federal, que está localizada em território catarinense numa área de 6.563 hectares numa região próxima aos municípios de Abelardo Luz, Palmas e Clevelândia e que tem sua área de entorno próxima da PRC 280 e SC 155, a partir do trevo do Rincão.

MAPA
  • Compartilhe no Facebook

Conforme o projeto, além da recuperação ambiental, o objetivo é promover a conexão entre fragmentos florestais; pesquisas e área de  demonstração para as comunidades e municípios vizinhos da unidade de conservação.

Executado pela Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), o projeto conta com patrocínio da Petrobras, Governo Federal e o apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), unidade de Palmas  e do Grupo de Apoio à Gestão do Parque Estadual das Araucárias.

927_fot
  • Compartilhe no Facebook

Foto: Wigold B. Schaffer

Participaram do plantio alunos do curso técnico em agropecuária do Centro Estadual de Educação Assis Brasil de Clevelândia; técnico em agroecologia da Escola de Educação Municipal, Paulo Freire do município de Abelardo Luz e técnico em agronegócio da Escola de Educação Básica, João Roberto Moreira, de São Domingos, SC, que havia anteriormente participado de palestras sobre a referida Unidade de Conservação.

Para Wigold Bertoldo Schaffer, fundador e conselheiro da Apremavi, a atividade foi um sucesso. Conforme ele, a Estação é uma preciosidade que guarda alguns dos últimos fragmentos bem preservados de floresta com araucárias. O plantio de mais de 20.000 mudas de araucária, canela sassafrás, imbuia e outras espécies nativas regionais, é um passo muito importante para recuperar as áreas degradadas para criar corredores ecológicos entre os fragmentos ainda bem preservados.

LEIA MAIS –

ICMbio e DER monitoram velocidade na PRC 280
ICMbio e DER sinalizam PRC 280 para proteção da fauna