13153405_1736090309971217_1326996652_n
  • Compartilhe no Facebook

Foto: Alencar Pereira

Os palmenses estão enfrentando o sexto dia de intenso frio ao amanhecer. O trabalhador que saiu cedo para comemorar seu dia enfrentou ontem (01) temperaturas mais baixas dos últimos anos e geada forte. Os termômetros de solo da Estação do IAPAR registraram  mais de 7.0 graus negativos no domingo.

A onda de frio, que atinge a região desde meados da última semana, marcou na quarta-feira (27) 0.2 negativos e em abrigo 3.0 graus. Na sexta-feira, próximo à cidade, o mesmo sistema do IAPAR registrou temperatura de relva de 2.2 graus negativos e em abrigo 2.2 graus positivos.

13115840_1736090553304526_1499847101_n
  • Compartilhe no Facebook

Grossa camada de gelo se formou sobre a vegetação no 1º de Maio. Foto: Alencar Pereira

Já no sábado a relva teve zero grau e o abrigo 3.0. Ontem a geada forte (nível 3) foi ocasionada pelas temperaturas negativas de relva 7.6 e de abrigo -0.8. Nesta segunda-feira(02) com pouca elevação e geada fraca, o frio atingiu, respectivamente, – 4.6  e 4.6 em abrigo. Na altitude dos Campos de Palmas/Agua Doce (SC) a mínima nesta segunda-feira foi de – 0.3 . No domingo, 3.9 negativos na relva e abrigo.

13153313_1736090516637863_1238314720_n
  • Compartilhe no Facebook

Foto: Alencar Pereira

A tendência é de gradativa elevação das temperaturas durante a semana. Conforme o Simepar, o centro mais intenso da massa de ar frio se afastará progressivamente nas próximas 24 horas. A nebulosidade aumenta e consequentemente as chances para a formação de geadas diminuem no Paraná. Em Palmas ainda há probabilidade para a formação de geadas fracas nesta terça-feira(03)