As chuvas de maio no perímetro urbano de Palmas, sul do Paraná, acumularam volume de 277.4 milímetros. A quantidade é 26,6% superior ao mês de referência em 2016. Neste mês de junho, a quantidade já é de 28.8 milímetros, conforme medição pela Estação do IAPAR.

 Meteorologistas do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe) alertam para o retorno da instabilidade a partir de domingo (04). A chuva poderá totalizar elevados volumes, além de queda de granizo, grande incidência de raios e rajadas de vento.

A meteorologia do Climatempo, Josélia Pegorim, de 03 a 13 deste mês,  entre o Paraná, Santa Catarina e região Norte do Rio Grande do Sul, o volume acumulado pode alcançar os 200 milimetros.