Será divulgado na tarde desta segunda-feira(03), o balanço final da Operação Mata Atlântica em Pé, deflagrada no dia 26 de março e concluída neste fim de semana nas regiões Sul e Centro Sul do Paraná. O trabalho de fiscalização envolveu Ministério Público do Paraná(MP/PR), o Batalhão da Polícia Ambiental do Paraná e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), nas áreas que mais sofreram desmatamento nos últimos dez anos nas referidas regiões. A base da operação que envolveu mais  de 100 agentes ficou em Palmas/PR.

Foram vistoriadas aproximadamente 200 propriedades nos municípios de Bituruna, Clevelândia, Coronel Domingos Soares, Cruz Machado, General Carneiro, Mallet, Palmas, Paula Freitas, Paulo Frontin, Pinhão, Rebouças, Rio Azul, União da Vitória, Mangueirinha e Antonio Olinto. Os locais foram identificados por imagens de satélite fornecidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e pela Organização Não Governamental SOS Mata Atlântica. Conforme publicação do RBJ, nos últimos anos, a região Centro-Sul paranaense foi a que apresentou o maior índice de desmatamento do bioma Mata Atlântica, mais especificamente de Floresta Ombrófila Mista, conhecida como Mata das Araucária.

A coletiva à imprensa ocorre no auditório da sede do MP-PR em Curitiba, às 16h00. Além do promotor de Justiça, responsável pela ação, participam da entrevista representantes do Ibama e da Polícia Ambiental.