Os projetos para a construção de novas usinas eólicas em território paranaense no município de Palmas, sul do estado, já estão tramitando na Assembleia Legislativa do Paraná, tendo já recebido a primeira votação na quarta-feira(17).Foram elaborados três projetos de Lei, um para cada, complexo gerador.

O PL 195/2014 trata da autorização para construção do complexo Água Santa I, II e III, que terá capacidade de gerar 80,5 megawatts.  O projeto legislativo 196/2014 trata da autorização para a construção dos parques Serra da Esperança I e II com capacidade para gerar 42 megawatts. E ainda o que autoriza a construção do complexo eólico Rota das Araucárias I e II (PL nº 194/2014), com 46 megawatts. Juntos os empreendimentos terão capacidade para gerar energia, por exemplo, para uma população de aproximadamente 500 mil habitantes.

Os três projetos de lei foram apresentados pelo presidente da Comissão Executiva, deputado Valdir Rossoni(PSDB) – presidente da Assembleia,  e tramitam em regime de urgência  pela Comissão de Constituição e Justiça.  O deputado garantiu que  nos próximos dias todas as votações já deverão  estar concluídas, permitindo investimentos de aproximadamente R$ 1 bilhão de reais no município de Palmas.

Conforme o engenheiro  de uma das empresas  investidoras, Adriano Jackson Nunes, antes de serem votados na Assembleia, os projetos já haviam recebido  a autorização do município e agora  aguardam  licenciamento  pelo Instituto Ambiental do Paraná – IAP. “Com o licenciamento os projetos estarão aptos a participar dos leilões de energia pela Aneel em setembro. “Esperamos que o licenciamento ocorra até meados deste ano”, destacou o engenheiro.

Informou ainda que os Estudos de Impacto Ambiental – EIA e Relatório de Impacto Ambiental – RIMA, já foram igualmente protocolados no órgão do meio ambiente do Paraná. Para o engenheiro as etapas mais complexas dos projetos já foram ultrapassadas e agora se  for possível obedecer o cronograma, a previsão é de que as obras possam ser iniciadas ainda em 2015”, avaliou Gomes.