Apesar do esforço do ICMbio – Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, em desenvolver ações para a proteção da fauna na região, animais silvestres continuam sendo atropelados e mortos na PRC 280, entre Palmas e Clevelândia. Na manhã desta quarta-feira(04), um usuário da rodovia registrou uma Jaguatirica morta sobre a pista.

10296645_648386025290823_1897640690328469667_n
  • Compartilhe no Facebook

Foto: Juliano Meyer

Conforme relato de Juliano Meyer ao perceber que o animal estava sobre pista parou seu veículo na tentativa de salvá-la, mas constatou que a Jaguatirica já estava morta. De acordo com o escritório do ICMbio em Palmas, entre  2009 e 2014 foram registrados 600 atropelamentos no referido trecho da rodovia, sendo que as espécies mais afetadas são o graxaim, o gambá, o tamanduá-mirim, o tatu galinha, tatu peludo e gato do mato pequeno.

Foram também registradas cinco espécies ameaçadas de extinção, como a Jaguatirica, gato do mato pequeno, gato palheiro, onça parda e papagaio do peito roxo. Até mesmo sinalização especial já foi instalada em determinado trecho da rodovia próximo do trevo do Rincão, para chamar atenção dos motoristas sobre a existência de um corredor de animais silvestres na região.