Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
17 de junho de 2024
Rádios
Publicidade

Marketing, iniciação à vida cristã e relacionamento interpessoal foram temas da Assembleia da Pastoral do Dízimo no Paraná

A Diocese de Palmas-Francisco Beltrão foi representada por Miguel Sibert e Alceri Paulo Petry.

CotidianoGeralReligião

por Luiz Carlos

30
Publicidade

Coordenadores, agentes e padres assessores diocesanos da Pastoral do Dízimo de 14 arqui/dioceses do Paraná, estiveram reunidos nos dias 13 e 14 de maio, no Centro de Formação Juan Diego, em Guarapuava (PR), para o seu Encontro Regional. O tema central Marketing, reflexões sobre a Iniciação à Vida Cristã e Relacionamento Interpessoal na Pastoral do Dízimo.

O bispo de Campo Mourão e referencial para a Pastoral do Dízimo no Paraná, Dom Bruno Elizeu Versari, e o assessor regional da Pastoral do Dízimo, padre Elves Allano Perrony, coordenaram o encontro, que teve momentos de estudo, aprofundamento, oração e partilha.

A Diocese de Palmas-Francisco Beltrão foi representada por Miguel Sibert (Coordenador Diocesano da Pastoral do Dízimo) e Alceri Paulo Petry (Paróquia Santa Isabel da Hungria – Santa Izabel do Oeste).

Publicidade
Publicidade
[Grupo RBJ de Comunicação] Marketing, iniciação à vida cristã e relacionamento interpessoal foram temas da Assembleia da Pastoral do Dízimo no Paraná

O encontro teve a assessoria de Rosângela Nonemacher e Juliana Antunes, de Curitiba, as quais possuem uma longa e bela experiência com o marketing direcionado para a comunicação pastoral. Conduziram a reflexão sobre como utilizar as ferramentas do marketing tradicional para a comunicação e ação pastoral da Igreja. Destacando que não se trata de uma simples propaganda, mas sim uma forma de chegar aos agentes da pastoral e a comunidade de fiéis, para que estes compreendam o que está se transmitindo tem como base o Evangelho de Jesus.

Miguel Sibert destaca que as assessoras levaram os participantes a compreensão de que hoje necessitamos cada vez mais aprender novas técnicas, ferramentas e conceitos para levar a mensagem, tanto do Dízimo aos agentes pastorais e movimentos da Igreja quanto aos fiéis: “Como forma de levá-los a compreender e a empreender uma caminhada de comunidade permanente, tendo por fundamento o encontro e o encanto pela mensagem do Evangelho, razão do existir da própria Igreja.”

O destaque central da mensagem de Rosângela Nonemacher e Juliana Antunes, assessoras da reflexão sobre o Marketing na Pastoral do Dízimo, foi de que tudo se realiza a partir de vivências e experiências. Enfatiza Miguel: “É possível compreender o sentido do pertencimento à comunidade, a importância de ser agente pastoral, a conexão que é necessária entre as diversas pastorais, os limites de ação, conforme a mensagem do Evangelho, a generosidade que se torna presente no servir e no agir pastoral, o desejo de crescimento pastoral e espiritual, o que nos levará a compreender a missão para a qual somos todos convocados, e quem nos convoca é o próprio Senhor Jesus Cristo.”

O assessor da Pastoral do Dízimo do Regional Sul 2, padre Elves Allano Perrony, conduziu a reflexão sobre o Dízimo e a Iniciação à Vida Cristã, levando os participantes do encontro a compreender que iniciação à Vida Cristã é um processo de crescimento na fé inicial em uma fé progressivamente madura, cada vez mais convicta e comprometida. Ressalta Miguel: “Nesse processo vai se fortalecendo o encontro pessoal com Jesus e com o Evangelho de maneira mais intensa através de uma experiência fascinante, conforme nos afirma o Documento de Aparecida, no nº 277, que leve a uma adesão, comunhão e intimidade plena com Ele, caminho, verdade e vida (Jo 14,6).”

Publicidade
Publicidade

Padre Elves demonstrou a necessidade de que a Pastoral do Dízimo deve atuar como uma pastoral personalizada, afirmando: “A Pastoral deve valorizar a pessoa na sua individualidade, como fazia Jesus, arrancando as pessoas do anonimato, dando rosto e voz a quem era somente mais alguém no meio da multidão. Para Jesus, a pessoa era e é única”.

Padre Elves apresentou um itinerário de caminhada para a Pastoral: O Dízimo e a Família, o Dízimo e a Juventude, o Dízimo e a Catequese. Concluindo que é necessário que se tenha uma caminhada de pastoral conjunta para que as ações das pastorais sejam capazes de conscientizar os fiéis, levando-os a compreender que são membros da comunidade e que possam vivenciar a experiência de fé que vem do encontro com Jesus e sua mensagem.

O terceiro tema refletido foi o Relacionamento Interpessoal na Pastoral do Dízimo, conduzido por Wanderley Zocolotti (Coodenador da Pastoral do Dízimo da Arquidiocese de Curitiba), que levou os participantes a uma reflexão sobre a importância e a necessidade de que os agentes da Pastoral do Dízimo tenham uma vivência e convivência entre si e com as demais pastorais, de tal forma que não existam dúvidas quanto a ação pastoral, cujo objetivo primeiro é levar a mensagem do Evangelho de Jesus. Ou seja, é necessário, antes de tudo, dar testemunho de servir e de serviço a Deus e aos irmãos na comunidade.

Para os participantes da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão este foi um encontro para uma reflexão mais aprofundada nos temas apresentados. É através destes encontros e das experiências pastorais partilhadas que se busca o crescimento do serviço pastoral, seja na Pastoral do Dízimo quanto em outros serviços pastorais.

Publicidade
Publicidade

Fonte: Miguel Sibert (Coordenador Diocesano da Pastoral do Dízimo)

Publicidade
Publicidade