O réu André Santos da Silva, 23 anos, acusado de participação no crime de homicídio contra Adriana Hoesel Ferronatto de 34 anos, foi condenado a 17 anos, 5 meses e 8 dias de prisão por duplo homicídio qualificado e crime de encomenda. Adriana estava grávida na época do crime.

O julgamento foi realizado no plenário da Câmara de Vereadores, pelo Tribunal do Júri da Comarca de Marmeleiro nesta quinta-feira(12). Durante o julgamento, familiares e amigos de Adriana usavam camisetas com a foto dela pedindo justiça.

O júri iniciou às 09h e terminou por volta das 18h. O Juiz de Direito, Rodrigo Luiz Xavier Costa de Assis Silva, presidiu o júri. Atuaram na acusação pelo Ministério Público, o promotor de Justiça, Arthur Jonas Mendonça e Araújo. Como assistente de acusação atuou o advogado Adilson Luiz Raimundi e na defesa, a advogada Ione Iurko.

Após a sentença o condenado foi conduzido para a Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, onde já estava preso. A pena será cumprida em regime inicialmente fechado.

 

 

Fotos: Lademar Machado/TV Sudoeste