Foi aprovada em Plenário nesta quarta-feira (09) a indicação do desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná, Luiz Fernando Tomasi Keppen, para integrar o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no biênio 2019-2021. A indicação foi encaminhada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e recebeu 52 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções. O desembargador participou de solenidade de assinatura de convênios e entrega de títulos em Palmas, nesta quinta-feira (10).

Keppen graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) em 1986. Concluiu, em 1999, mestrado em Direito das Relações Sociais, na área Direito Processual Civil, na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Ele foi sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no início de setembro. Para os senadores, Keppen defendeu novas formas de mediação para a diminuir o número de processos judiciais no país.

O CNJ é a instituição responsável pelo controle externo do Poder Judiciário. Seus integrantes são nomeados pelo presidente da República e conduzidos para um mandato de dois anos após serem submetidos a sabatina na CCJ do Senado e escolhidos pela maioria absoluta dos senadores em votação no Plenário.

Natural de União da Vitória, Keppen tem propriedades e familiares em Palmas, sendo, inclusive, homenageado pela Câmara de Vereadores com o título de Cidadão Honorário do município, honraria que ainda deverá ser entregue ao desembargador.

Fonte: da redação com Agência Senado