O vereador Jean Carlos Cardoso (SD), de Cruzeiro do Iguaçu, no Sudoeste do Estado, teve o mandato cassado nesta quarta-feira (1º). O motivo foi uma condenação pelo crime de desacato contra agentes municipais de trânsito de Dois Vizinhos, em setembro de 2019. O vereador foi condenado a seis meses de detenção em regime aberto.

Conforme sentença, os agentes estavam multando um caminhão que havia estacionado em local proibido para descarga de produtos, quando o vereador tentou defender o motorista. A decisão afirma que o vereador agrediu verbalmente os agentes, gritando e gesticulando para pessoas que passavam pelo local.

Na defesa, Jean Cardoso negou as ofensas, mas a juíza considerou os depoimentos dos quatro agentes e de policiais militares como provas para condená-lo por desacato a autoridade. O vereador não recorreu da decisão e perdeu o mandato nesta quarta-feira.

A decisão sobre a cassação foi publicada no Diário Oficial do município. De acordo com a lei orgânica de Cruzeiro do Iguaçu, perde o mandato o vereador que sofrer condenação criminal em sentença transitada em julgado.

Jean disse que não deve mais nada à justiça e que até o final da tarde desta quarta-feira (1º) não havia sido notificado. A direção do Poder Legislativo não quis comentar o assunto.

Da redação com informações do G1/PR