Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
16 de janeiro de 2021
Rádios

Indústria palmense fechou mês de maio com queda nas exportações

Economia e Comércio

por Guilherme Zimermann

andy-li-CpsTAUPoScw-unsplash
Publicidade

As exportações do setor industrial de Palmas movimentaram US$ 12,9 milhões no mês de maio. O valor é 11% menor que o registrado no mês de abril e 12% menor que o contabilizado em maio de 2019. Os números são do Ministério da Economia.

No último mês, através da madeira compensada foram embarcadas 15,8 mil toneladas, que geraram US$ 7,1 milhões. A Heparina e Sais representou cerca de 30% da movimentação financeira de maio, com US$ 3,8 milhões. As exportações de carne suína geraram US$ 1,8 milhão.

Na comparação com o mês de abril, a madeira compensada apresentou queda 41%, enquanto que a Heparina e a carne suína aumentaram suas participações nas vendas as exterior.

[Grupo RBJ de Comunicação] Indústria palmense fechou mês de maio com queda nas exportações

No acumulado de janeiro a maio, Palmas soma US$ 58,5 milhões em exportações, cerca de 14% menos que o contabilizado no mesmo período de 2019. O volume embarcado também é menor. No ano passado, entre todos os produtos exportados pelo município, foram 115,4 mil toneladas. Neste ano, até maio foram 103,4 mil toneladas.

Publicidade
Publicidade

Nos cinco primeiros meses, a madeira compensada totalizou US$ 42,5 milhões, com a venda de 100,1 mil toneladas. No ano passado, no mesmo período, foram 111,3 mil toneladas, que movimentaram US$ 53,6 milhões.

A Heparina, apesar da diminuição no volume exportado – de 86 para 31 toneladas – apresentou crescimento nos valores, chegando US$ 8,7 milhões neste ano. A carne suína também apresentou redução no volume exportado, mas os valores tiveram aumento nos cinco primeiros meses deste ano.

[Grupo RBJ de Comunicação] Indústria palmense fechou mês de maio com queda nas exportações
Publicidade