O deputado estadual Wilmar Reichembach (PSC) participou do programa jornalístico Onda News, da Rádio Onda Sul FM, na manhã desta quarta-feira (23). Na ocasião, fez uma breve avaliação sobre seu primeiro ano de mandato na Assembleia Legislativa do Paraná. Reichembach declarou que desde o início buscou recursos para auxiliar todos os municípios do Sudoeste, com ênfase para Francisco Beltrão onde reside e já ocupou cargos de vereador, vice-prefeito e prefeito. A última liberação de recursos para a cidade supera os R$ 3,5 milhões.

O recurso é proveniente da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Reichembach teve papel fundamental para liberação junto ao Secretário Ratinho Junior, que é de seu partido, o PSC. “ O prefeito Neto esteve em Curitiba e me ligou para que eu o acompanhasse até a secretaria, atendi o pedido e o recursos já está liberado para que a obra possa ser realizada a partir de 2016”, destacou.

O deputado também buscou recursos para as cidades de Marmeleiro, Renascença, Enéas Marques e Nova Esperança do Sudoeste, que ficam na microrregião de Francisco Beltrão. Além disso, está empenhado na consolidação de obras de melhorias no corredor rodoviária que vai de Realeza a Palmas, abrangendo as PRs 182, 483 e 280. Segundo o parlamentar, o projeto está bem adiantado e as melhorias devem ser iniciadas em breve.

Reichembach também está apoiando o fortalecimento da cadeia produtiva do leite no Sudoeste. Ao longo desse ano várias reuniões foram realizadas com representantes de entidades estaduais ligadas ao setor. Outro assunto que recebeu atenção em 2015 é a edificação do projeto que trata da construção do Aeroporto Regional do Sudoeste. A obra, segundo ele, é fundamental para o desenvolvimento da região. “Já conversei com o novo presidente da Amsop, prefeito Luiz Bandeira, e recebi a garantia que a entidade vai retomar a luta em 2016. Também já tratei do assunto com o governador Beto Richa e ouvi dele boas notícias. Me garantiu que se houver consenso dos prefeitos, o Estado desapropria do terreno em Renascença, onde o Aeroporto deve ser construído, de acordo com estudos realizados pela própria Amsop. Fui à Brasília e lá também o interesse é grande em consolidar esse projeto”, frisou.