Em Chopinzinho existem vários terrenos sem construções, alguns com os cuidados necessários, outros o mato avança e até lixo é descartado. Nestes locais, sem cuidados, são propícios para proliferação do mosquito Aedes Aegypti e animais peçonhentos, vindo a prejudicar a saúde do ser humano.

Visando o bem-estar da população, o setor de Vigilância em Saúde, da Secretária de Saúde de Chopinzinho iniciou um trabalho de conscientização dos proprietários para limpeza dos terrenos. Caso os pedidos de limpeza não sejam atendidos, os proprietários serão notificados. “Os fiscais da vigilância vão até o local e será notificado o dono do lote, depois começa a contar o prazo legal de 15 dias para a limpeza do terreno. Não resolvendo esse problema, uma empresa terceirizada vai fazer o trabalho e o valor será adicionado ao IPTU do terreno”, afirma a Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Sandra Toigo da Silva.

Segundo levantamento feito pelo setor existe mais de 900 terrenos sem construções. A responsabilidade pela conservação desses espaços é exclusiva de seus proprietários, que devem se conscientizar da importância em mantê-los sempre limpos e, eventualmente, providenciar o fechamento do terreno.

“Com esse calor, tende a agravar a situação da dengue no município, por isso temos que agir, contamos com o apoio da população. Juntos, vamos combater o mosquito e também deixar a cidade mais bonita com a limpeza dos terrenos”, diz Sandra.

Da redação, com informações da assessoria.