Os fumantes de Palmas, Sul do Paraná, irão gastar R$ 3,9 milhões com cigarros em 2017. É o que aponta o Índice de Potencial de Consumo (IPC) do município, levantado pela IPC Marketing.

A pesquisa é realizada anualmente e baseia-se nos dados disponíveis dos Censos de 2000 e 2010, das Pesquisas Nacional por Amostra de Domicílios e nas Contas Consolidadas da Nação, contabilizadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Além disso, leva em conta também as pesquisas intercensitárias, como as estimativas da população dos cerca de 5,5 mil municípios brasileiros.

O levantamento apresenta o potencial de consumo em 22 categorias de produtos, desde alimentação, vestuário, artigos de limpeza, medicamentos, até despesas com transporte, materiais de construção e fumo, por exemplo.

Neste ano, os palmenses gastarão um montante 17% maior com cigarros, charutos, fumo para cachimbo, fumo para cigarros e outros artigos para fumantes, como fósforos e isqueiros, comparado ao ano de 2015, quando foram gastos, aproximadamente, R$ 3,3 milhões para essa finalidade, segundo o levantamento do IPC.