A construção de um novo centro administrativo foi debatida na sessão de segunda-feira (16), da Câmara Municipal de Pato Branco. O líder do PT, vereador Gilson Feitosa, questionou a  intenção do poder Executivo. Ele lembrou que estrutura utilizada pelo Fórum da Comarca deverá ser repassada para o Município, assim é possível economizar mais de R$ 500 mil por ano, valor gerado com o pagamento de aluguéis.

A ordem de serviço para construção da nova sede Fórum  em terreno doado pelo município de Pato Branco, foi assinada no dia 22 de novembro de 2014. Assinou o documento, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Guilherme Luiz Gomes.  O complexo terá quatro pavimentos, contará com área total construída de 7.497,59 m², em terreno de 6.951,87 m².

“Pato Branco não é diferente, o país enfrenta dificuldades financeiras”, registrou o vereador, para apresentar à sua posição contrária a edificação de uma nova estrutura administrativa, inclusive, ele anunciou que pretende ouvir a comunidade sobre assunto.

O líder do governo, vereador Claudemir Zanco, Biruba (PROS),  disse que a intenção do atual prefeito é de construir uma novo centro administrativo, pois  a estrutura que  existe sequer tem um banheiro descente, quanto mais um espaço para acomodar secretarias e departamentos.  Em relação à sede do Fórum, segundo o vereador, é necessário fazer uma solicitação ao Tribunal de Justiça e aguardar a decisão de cedência, podendo ser onerosa.

Na época, o Legislativo tencionava  colocar  na lei, a obrigatoriedade do repasse automático, no entanto, o procedimento foi considerado ilegal. “O patrimônio pertence ao Tribunal”, explicou Biruba, a obtenção do espaço depende da boa  vontade da direção do TJ.