Após o Líder do Governo na Assembleia, deputado Ademar  Traiano (PSDB), defender o aumento do capital social da Sanepar, a oposição também deu o seu parecer à respeito do assunto. Em entrevista à Rádio Club de Palmas, sul do Paraná, o deputado estadual, Tadeu Veneri (PT), líder do partido na Alep, explicou que  esse é o pior momento para investir no mercado de ações, visto que a pretensão do Governo é vender cerca de 103 milhões de ações, a um preço de R$ 12,00 cada. Entretanto, o preço médio das ações preferenciais da Sanepar na última semana, girou em torno de R$ 5,40. Dessa forma, o governo  terá um prejuízo de quase R$ 1 bilhão de reais.

Destacou Veneri, que a partir da aprovação desse projeto, o governo passa a perder o controle da Sanepar, contrariando o líder governista, deputado Traiano, que garantiu o controle absoluto da estatal por parte do Estado. Veneri comparou a situação com um táxi, onde o Governo é dono do carro (Sanepar), mas são os passageiros (acionistas) que dirão o destino dele.

Outro fator preocupante, segundo o deputado, serão os reajustes que os serviços de água e esgoto sofrerão. Conforme ele, os consumidores irão pagar mais caro, para atender aos acionistas da Sanepar, que visam lucro, sem se preocupar com o bolso do povo paranaense.

Ao avaliar a crise econômica que o Paraná está enfrentando, enfatizou que o Estado chegou à uma situação caótica. Para o parlamentar, logo ao assumir, o governador Carlos Alberto Richa (PSDB) autorizou gastos que não foram calculados, comprometendo o orçamento. Segundo ele, o governo paranaense esperou por empréstimos, que não foram autorizados, por não atender à Lei de Responsabilidade Fiscal e não por perseguição do Governo Federal.

Sobre as eleições deste ano, destacou a pré-candidatura da senadora Gleisi Hoffman (PT) ao governo do Estado, mas enfatizou que a eleição está em aberto, com as possíveis candidaturas do senador Roberto Requião (PMDB) e do atual governador Carlos Alberto Richa. Na oportunidade também falou sobre a sua candidatura à reeleição, para atender a demandas que marcaram o seu mandato, como concluir a implantação da Defensoria Pública no Paraná e a continuação de seu trabalho na Comissão de Direitos Humanos.

Ouça a entrevista com o deputado Tadeu Veneri (PT):