Um forte vendaval atingiu a cidade de Dois Vizinhos, Sudoeste do Estado, no início da tarde desta quinta-feira (20). Os ventos, que chegaram a mais de 90 Km/h, provocaram destelhamentos de residências, arrancaram toldos, quedas de árvores na cidade e interior, derrubaram torres de internet e telefonia. Também foram registrados danos nas redes de energia elétrica, o que acabou comprometendo o fornecimento para cerca de 80% da população.

Nesse local, bombeiros usaram uma retroescavadeira para retirar uma árvore que caiu e acertou uma casa. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Nesse local, bombeiros usaram uma retroescavadeira para retirar uma árvore que caiu e acertou uma casa. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

O vento veio acompanhado de uma forte chuva e também houve queda de granizo em algumas partes da cidade. A tempestade aconteceu por volta das 12h15. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do município receberam mais de 80 chamados para auxiliar na cobertura de moradias com lonas plásticas, bem como fazer o corte de árvores que caíram, algumas atingindo residências e veículos. Apesar dos danos, ninguém ficou ferido. Algumas residências ficaram alagadas devido aos problemas na cobertura.

Uma das regiões mais afetadas foi o Bairro Jardim da Colina, que fica na parte mais alta da cidade, mas também houveram danos nos Bairros Meredick, Vitória, da Luz e das Torres, além das comunidades de Linha Marília e Linha Canário. Sérgio e Maria Gonçalves moram no Jardim da Colina. A casa do casal teve a cobertura arrancada e jogada em cima de outra residência que fica nas proximidades.

Dona Maria contou que estava sozinha e ficou bastante assustada. “Eu estava sozinha e de repente o tempo ficou bem escuro, aquelas nuvens pretas, e foi questão de minutos já estava ventando forte. Começou entrando água embaixo da porta, daí fui par ao porão e só escutei o barulho das telhas quebrando e batendo nas outras casas, isso durou uns 10 minutos. Quando passou, fui correndo no trabalho do meu marido avisar ele que a casa estava descoberta e os móveis todos molhados”, relatou.

O marido Sergio contou que ficou assustado quando chegou e viu o estrago, mas está contente que a esposa não se feriu. Segundo ele, a casa é alugada e os danos com a cobertura ficam por conta do proprietário, porém os demais prejuízos, com os móveis, por exemplo, são de sua responsabilidade. “O jeito agora é trabalhar para recuperar tudo, mas isso a gente dá um jeito, estamos bem sem nenhum arranhão e vamos à luta”, disse. Equipes da prefeitura foram colocadas à disposição do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil para auxiliar as famílias afetadas.

Fotos: Divulgação WhatsApp/Evandro Artuzi -RBJ