Aproximadamente dois alqueires de pinus de uma fazenda de reflorestamento localizada na comunidade do Planalto Alto, interior de Mangueirinha foram cortados por vândalos na noite da última segunda-feira, 01. Além da derrubada das árvores, obstruíram a passagem de veículos e pessoas.

Com informações de uma possível invasão nos próximos dias o policiamento foi dobrado na área. Em entrevista ao RBJ, o comandante da 2ª Cia de Palmas, Capitão Ferreira, destacou o ato como vandalismo “A Polícia acredita que não foram pessoas ligadas ao MST que fizeram isso, quem fez, são pessoas desocupadas que só querem prejudicar a vida dos outros” disse Ferreira.  Segundo ele aproximadamente 130 famílias ligadas ao MST, estão acampadas nas proximidades.

No mês de Abril áreas de terra da Fazenda Matal – Covozinho de propriedade das Indústrias de Compensados Sudati e Guararapes, com sede administrativa em Palmas, sul do Paraná, foi invadida por aproximadamente 200 pessoas, ligadas ao MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Os ocupantes na oportunidade reivindicavam a terra para reforma agrária.