A Polícia Civil de Palmas, sul do Paraná, continua as investigações sobre o paradeiro do Palmense Delmar Rodrigues que há mais de um ano está desaparecido,       juntamente com seu filho, Denison Rodrigues. Na manhã do dia 28 de abril Delmar recebeu uma ligação telefônica e quando estava saindo o filho resolveu ir junto e desde então não tiveram mais contato com a família.

Um mês do desparecimento a caminhonete Mitsubishi L 200, cor bordô, de propriedade de Delmar foi encontrada na estrada que liga Palmas, sul do Paraná, a Passos Maia, Oeste de Santa Catarina por alguns trabalhadores em meio a uma plantação de pinus há alguns quilômetros do perímetro urbano.

 

Veja também

 

Encontrada em Palmas caminhonete de pai e filho desaparecidos

Polícia segue nas investigações sobre desaparecimento de palmenses

Justiça mantém decisão de julgamento de palmense desaparecido

Mesmo desaparecido, palmense é condenado a 14 anos de prisão

 

Familiares vasculharam junto com os policiais vários locais próximos na esperança de localização do pai e filho. O RBJ registrou na época o desabafo da mãe de Denison, Fernanda Aparecida Ferreira, 36, segundo ela com a ausência dos dois os dias são de dor e sofrimento.

Na época dos fatos Delmar estava residindo na região de Guarapuava e estava em Palmas para fazer um negócio de terras. Um ano e um mês após os fatos os familiares continuam aguardando respostas.

Conforme o delegado de Polícia na época dos fatos, João Manoel Garcia Alonso Filho, o único fato que realmente consta é de que Delmar Rodrigues teria negociado uma propriedade rural e estaria fazendo um arrendamento de terras na região do Horizonte, nos campos de Palmas.