Foto: Carol Debiasi/Tudo Sobre Xanxerê
  • Compartilhe no Facebook

Foto: Carol Debiasi/Tudo Sobre Xanxerê

Por volta das 15h15 do dia 20 de abril de 2015, um fenômeno climático marcava a história de Xanxerê, Oeste de Santa Catarina. A cidade foi atingida por uma tornado de intensidade F2, com ventos de mais de 250 km/h. Pelo menos sete bairros foram afetados, além de localidades do interior, que tiveram casas, indústrias e prédios públicos destruídos. Os município de Ponte Serrada, Passos Maia, Faxinal dos Guedes, Cordilheira Alta e Xaxim também foram atingidos pelos fortes ventos, mas nada comparado a Xanxerê.

foto:Jhonatan Coppini
  • Compartilhe no Facebook

Ponte Serrada (foto:Jhonatan Coppini)

Segundo o Corpo de Bombeiros, mais de 530 pessoas ficaram desabrigadas e outros 4,2 mil desalojadas. Quatro pessoas morreram e centenas ficaram feridas. Mais de 2 mil casas foram danificadas, sendo 235 totalmente destruídas. Pelo menos nove prédios públicos e 38 empresas tiveram suas estruturas danificadas. Ao todo, os prejuízos ultrapassaram R$ 100 milhões.

Foto: Gian Berté
  • Compartilhe no Facebook

Unidade da Copérdia em Passos Maia (Foto: Gian Berté)

 

 

Em Ponte Serrada, 77 pessoas ficaram desabrigadas, mais de 1 mil desalojadas e outras 27 sofreram ferimentos. Os prejuízos contabilizaram cerca de R$ 9 milhões, com mais de 250 casas danificadas, 31 empresas afetadas e 24 casas totalmente destruídas. No município de Passos Maia, uma unidade da Copérdia, às margens da BR-282 foi atingida,  tendo quase toda a estrutura de silos destruída.

Um ano após o fato, Xanxerê ainda trabalha para se recuperar. Muitas das obras, consideradas essenciais, como a iluminação pública, por exemplo, só foram restabelecidas em meados de 2016. Além disso, a reconstrução de casas e espaços públicos também geram críticas por parte da população.

Segundo o prefeito, Ademir Gasparini, a solidariedade, superação e o trabalho do povo de Xanxerê são os principais alicerces para a reconstrução da cidade. Reconheceu que ainda faltam pontos a serem trabalhados, principalmente em questões que dependem do apoio da esfera Federal, mas demonstra otimismo para a total recuperação do município. “O cenário que se tem hoje, se passar pela região que foi atingida pelo tornado, é um cenário de uma cidade praticamente reconstruída, reerguida. Uma cidade nova.”, avalia.