A Promotoria de Justiça da Comarca de Palmas, sul do Paraná, denunciou hoje (28) dois novos suspeitos de participação na chamada Turma da Fazendinha, da Vila Operária I, associação criminosa que agiu violentamente em 2015 praticando roubos à mão armada de carro, dinheiro, celulares, sequestro e estupro coletivo. As novas denúncias  foram feitas Promotor de Justiça, André Luiz de Araújo, titular da 2a Promotoria de Justiça de Palmas, responsável pelo caso.

Os acusados foram detidos em novembro de 2015, numa ação da Polícia Civil da Comarca com o apoio do Denarc – Departamento Estadual de Narcóticos, no município de Tijucas do Sul, Paraná. Em janeiro de 2016, a polícia chegou aos demais envolvidos.

Na continuidade das investigações outras duas pessoas, um homem e uma mulher, foram identificados e agora denunciados pelos crimes de associação criminosa e receptação de produtos de roubo.

“TURMA DA FAZENDINHA”

Na madrugada do dia 30 de Agosto de 2015, integrantes do grupo quebraram o vidro de um Ford Fiesta que estava estacionado e anunciaram o roubo ao casal no interior do carro. Após se deslocarem até o trevo da Codapar, na PRc 280, libertaram  o homem e sequestraram a mulher. Levada a uma estrada secundária em direção ao município de Coronel Domingos Soares, a vítima foi abusada sexualmente de várias formas, espancada e ameaçada de morte.

Após agressões físicas e psicológicas foi abandonada às margens da PR 449, onde desorientada andou por alguns quilômetros até ser socorrida. Com medo, inicialmente não procurou a Polícia. Toda a ação do grupo foi descoberta no dia seguinte, pelo investigador de plantão enquanto apurava informações sobre o roubo do carro. Com o depoimento da vítima foram iniciadas as investigações.