O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) arquivou, por 17 votos a 2 na noite de segunda-feira (02), processo do Ministério Público contra o deputado Nereu Moura, por suposta contratação irregular de funcionários na Liderança do PMDB. O relator, o desembargador Rogério Coelho, emitiu parecer pela rejeição da denúncia crime aberta há 16 anos pelo Ministério Público Federal (MPF).

“Os desembargadores do TJ-PR, ao julgarem a denúncia depois de 16 anos, decidiram pelo seu arquivamento por não merecer sequer ser acolhida”, destacou Nereu Moura. A ação, que envolvia uma empregada doméstica da família do senador Roberto Requião (PMDB), já havia sido anulada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em julho de 2012.