Por Larissa Mazaloti

 

Na sexta-feira (5) a Associação Beneficente Deus Menino de Francisco Beltrão promoveu uma palestra sobre doação e transplante de órgãos. O objetivo principal da Associação é promover eventos que difundam as informações sobre o tema, quebrando alguns mitos que ainda existem entre as pessoas.

 

Na semana passada a Onda Sul FM veiculou três matérias relativas ao assunto. A primeira, com uma entrevista da coordenadora da unidade regional da Central de Transplantes de Cascavel, Irene Rocha Soares. A equipe também conversou com o médico nefrologista, transplantador de rim em Pato Branco, Jorge Luiz Zanette Ramos.

 

A terceira e última matéria da série de informações sobre doação e transplante de órgãos tem como entrevistado, o cardiologista Paulo Roberto Giublin de Pato Branco. De acordo com ele, desde 2005, foram realizados sete transplantes de coração no sudoeste.

 

Para o médico, a principal dificuldade ainda está na doação do órgão, já que para o procedimento a família precisa autorizar, quando é diagnosticada a morte encefálica, e isso, segundo ele, envolve questões sentimentais e medo.Outro problema é o deslocamento de um coração que é captado em locais mais distantes, pois o tempo limite para a operação é de no máximo quatro horas.

 

Ouça a entrevista completa