Por Evandro Carlos Artuzi 

Depois de receber várias denúncias anônimas, a Polícia Civil de Salto do Lontra prendeu na manhã desta sexta-feira (19), Geovani Moraes Miola, morador nas proximidades do Cemitério Municipal. Segundo as denúncias, o local era usado para comercializar e fazer uso de drogas, o que se confirmou com as investigações.
Geovani vendia crack que adquiria em Francisco Beltrão.
Conforme a Polícia Civil, ele comprava uma pedra grande e dividia em partes pequenas que eram vendidas já embaladas, prontas para o consumo. Para entrar na residência do traficante, um mandado de busca e apreensão foi solicitado pelo Delegado de Salto do Lontra, João Luiz Miotto.
Durante o cumprimento do mandado foram encontrados na casa do traficante, diversos objetos, como relógios, correntes e um receptor digital, todos trocados por droga.
Também foi apreendida uma balança de precisão e um revólver calibre 32.
Segundo o delegado Miotto, o que chamou atenção durante as buscas foi à localização de um CPF e um Cartão Cidadão de usuários que estariam devendo ao traficante e deixaram como garantia do pagamento da dívida. Miola foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo, tráfico de drogas e se condenado pelos crimes sua pena pode chegar há 13 anos.
Agora a Polícia Civil tem 30 (trinta) dias para concluir o inquérito e remeter a Justiça da Comarca. O delegado João Luiz Miotto destaca que a participação da população é muito importante no trabalho policial, principalmente no combate ao tráfico de drogas. As denuncias podem ser feitas sempre pelo telefone 181 ou diretamente na Delegacia de Polícia.