Pelo menos seis cidades da região Sudoeste (Francisco Beltrão, Pato Branco, Realeza, Dois Vizinhos, Santo Antonio do Sudoeste e Coronel Vivida) sediaram nesta quarta-feira (15) encontro de sindicatos e demais entidades para atos contra a reforma da previdência, proposta pelo Governo Federal.

Em Francisco Beltrão, o manifesto começou por volta das 09 horas da manhã em frente a agência do INSS. Cerca de 300 pessoas se concentraram no local e posteriormente realizaram uma caminhada pela Rua Tenente Camargo até o calçadão central, em frente a Concatedral Nossa Senhora da Glória.

Na ocasião, além de um carro de som, lideranças ligadas ao Fórum de Lutas distribuíram panfletos com conteúdo explicativo sobre os impactos negativos que a reforma trará para a classe trabalhadora, urbana e rural, caso seja aprovada. Também foi explanado sobre a reforma trabalhista, outra questão que o governo pretende mexer para prejudicar o trabalhador.

Em entrevista à Onda Sul FM, a ex-deputado Luciana Rafagnin (PT) afirmou que o povo precisa se unir para evitar prejuízos futuros. Ela lembrou que o manifesto desta quarta é apenas o começo de uma luta que só será findada quando o governo recuar da aprovação da reforma, do modo que foi apresentada. “Não somos contra as reformas, acho que devem acontecer, mas não da maneira que o governo quer, ou seja, massacrando e tirando os direitos adquiridos pelos trabalhadores”, garantiu.

Ouça reportagem….

Fotos: Evandro Artuzi/RBJ