Por Larissa Mazaloti

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

O lançamento da pedra fundamental do novo edifício do Fórum Desembargador James Pinto de Azevedo Portugal, da comarca de Pato Branco, aconteceu no último sábado, dia 15. Na solenidade, estiveram presentes o prefeito de Pato Branco, Roberto Viganó, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Celso Rotoli de Macedo, o secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná, Edson Casagrande, o presidente da Câmara Municipal, Claudemir Zanco, juízes, promotores, advogados e lideranças regionais.

 

O novo fórum é resultado da parceria da administração municipal Roberto Viganó com o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), onde o Município doou o imóvel localizado na rua Paraná, esquina com Maria Bueno, no bairro Sambugaro. O terreno doado pelo Município, com 6.951,87 m² e avaliado em R$ 1.050.000,00, oportunizará a construção de um amplo edifício, com 7.500 m², que deve ser concluído pelo TJPR até 2012, que investirá cerca de R$ 15 milhões na sua construção.

 

A doação acorreu através da lei 3.187, de 26 de junho de 2009. “Graças ao esforço da nossa administração, do Tribunal de Justiça e com apoio do Legislativo, concretizamos essa parceria, que já se repetiu na construção do Fórum Eleitoral. Ainda doamos terrenos para a construção da Vara do Trabalho, Ministério Público e da Vara Federal. São obras que tornarão essa região de Pato Branco um verdadeiro centro cívico”, salientou Viganó.

 

Expectativas

 

A Comarca de Pato Branco abrange os municípios de Vitorino, Itapejara DOeste e Bom Sucesso do Sul. Para a juíza Jurema Gomes, diretora do Fórum da Comarca de Pato Branco, a obra representará, sobretudo, um melhor atendimento à população e melhores condições de trabalho para o judiciário. “Esse prédio será amplo e acessível, graças a esse terreno apto para sua construção e, também, pela preocupação do TJPR em modernizar as instalações das comarcas”, salientou.

 

O desembargador Celso Rotoli de Macedo destacou que o novo fórum representa o compromisso do TJPR com a sociedade pato-branquense e adiantou que a obra pode agregar muitos avanços para o Município. “Essa estrutura proporcionará a instalação de mais varas na Comarca de Pato Branco, bem como uma futura comarca de entrância final”, comentou. Depois de concluída a nova estrutura do Fórum, o atual prédio será repassado em comodato para utilização do Município de Pato Branco.