Por Evandro Artuzi 

O taxista Altair Tonello, 48 anos, foi vítima de assalto na manhã deste sábado (14), por volta das 06h, em Francisco Beltrão. De acordo com a Polícia Militar, o taxista foi contratado para fazer uma corrida da Rodoviária até o Bairro Cantelmo. Durante o trajeto, no Bairro Cango, outras três pessoas embarcaram em seu veículo, um Fiat Pálio.
Ao chegar à Cidade Norte, dois desembarcaram e os demais pediram que Altair seguisse até o Cantelmo, onde um, armado de revólver, anunciou o assalto efetuando um disparo, que atingiu o profissional de raspão na axila. Após, o autor do disparo tomou a direção do veículo e deslocou até a comunidade de Linha São Marcos, interior de Francisco Beltrão, onde efetuou mais um disparo, este de raspão na cabeça.
Altair com medo e imaginando que iria ser morto se jogou do veículo e pediu socorro a moradores da comunidade, que acionaram a polícia e o Siate. A dupla fugiu levando o veículo Fiat Pálio, R$ 350,00 em dinheiro e o aparelho de telefone celular. O taxista foi hospitalizado, atendido e liberado em seguida. A Polícia Militar, através do setor de inteligência, realizou buscas, mas não obteve êxito na localização dos marginais.
No mês de junho também houve registro de assalto a taxistas. Na ocasião a vítima foi o profissional Luiz Ciqueleiro, 60 anos, que também foi ferido por disparos de arma de fogo. Na ocasião, a Associação dos Taxistas de Francisco Beltrão se manifestou solicitando mais segurança, principalmente no Ponto da Rodoviária Municipal.
Os taxistas alegam que muitas pessoas estranhas e má intencionadas circulam pelo local durante a madrugada. O caso será repassado a Polícia Civil, que dará continuidade as investigações com intuito de localizar e punir os responsáveis pelo crime.